A Surdez Congênita 

A Surdez Congênita pode ser diagnosticada no Teste do Pezinho Ampliado. Também é conhecida como: Surdez Congênita Conexina 26 – Mutação de 35deIG da Conexina.

A Surdez pode ocorrer de duas maneiras:

  • Através de fatores externos ambientais (infecções, traumas, sons);
  • Quando o bebê nasce com a deficiência auditiva (congênita).

Causas 

O fator ambiental de maior frequência associado à deficiência auditiva ao nascimento, é a infecção pelo citomegalovírus.

Em casos de surdez congênita, o bebê desenvolve a deficiência ainda na barriga da mãe, e pode ocorrer por diversos fatores:

  • Fatores hereditários;
  • Uso de medicações proibidas durante a gestação;
  • Falta de oxigênio durante e após o parto;
  • E até mesmo exposição à radiação logo após o nascimento.

70% dos casos de surdez congênita tem origem em causa genética. Uma das causas é o defeito no gene GJB2 (Conexina 26), um defeito específico deste gene denominado a 35delG. Quando a causa é genética, não há nenhuma forma de prevenção. Se o bebê nascer com Surdez Congênita, o diagnóstico precoce é de extrema importância.

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico permite que o bebê seja acompanhado por profissionais da saúde, como:

  • pediatras;
  • fonoaudiólogos;
  • otorrinolaringologistas.

O atendimento multidisciplinar permite trabalhar a maneira correta de tratar cada caso, por meio de estímulos e outras recomendações específicas. Somente com o acompanhamento profissional o bebê poderá se desenvolver plenamente.

Como agendar o Teste do Pezinho Ampliado

Para agendar o teste, ligue no telefone: 14 3104-2834. O Laboratório do Teste do Pezinho Ampliado funciona de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 13h00.

Saiba mais sobre o Laboratório do Teste do Pezinho Ampliado: https://portal.apaebauru.org.br/teste-do-pezinho-ampliado/

Acompanhe a APAE Bauru nas redes sociais
Facebook e Instagram

Compartilhe